Um material de revestimento com história

24 Apr 2018

O Mosaico Hidráulico é um excelente material a utilizar, caso queira dar um toque decorativo e personalizado a um espaço. É um material de cariz manual ou artesanal de moderada sofisticação.

 

É um revestimento do início do século XX, com forte aplicação em Portugal, especialmente nos interiores alentejanas, mas que entrou em desuso por ser tido como um material de raiz popular e por isso menos nobre. Hoje por essa mesma razão, voltou a estar na moda.

 

É um material que transmite bem o estilo de vida daqueles que seguem a linha do Lifelike que se identificam com a vivência de um dia a dia mais saudável, com preocupações ambientais e gosto pelo original e que valorizam precisamente o que este material representa - a valor de ser tradicional.

 

O Mosaico hidráulico, pertence à oferta de gama dos materiais de revestimentos duros e resistentes, com beleza quase patrimonial e de qualidade. É especialmente aplicado em pavimentos, em casas particulares maioritariamente nas cozinhas e casas de banho e quem os escolhe são pessoas que admiram estilos antigos e ligados ao património. As “invenções” criativas podem ser muitas, desde a aplicação em novas superfícies como sendo paredes, tectos, balções de cozinhas abertas para a salas, bancadas de casa de banho e até em salas de jantar a simular tapetes assim como em varandas e terraços a fazer o mesmo efeito, no entanto é preciso tomar cuidado na extensão da escolha em metragem e padrão, por serem ao mesmo tempo muito marcantes e poderem por isso tornar-se cansativos. Normalmente são contrabalançados com outros materiais mais clean, a contrapor a sua forte presença padronada.

 

É visualmente e ao toque um material quente, comparativamente a outros materiais duros em mosaicos ou ladrilhos, como sejam cerâmicos ou de origem rochosa, e por isso usados de forma controlada não esfriam os ambientes, questão muito importante quando se pretendem criar espaços acolhedores e confortáveis.

 

É também um material muito interessante para ser aplicado em estabelecimentos públicos e comerciais por ser marcante e de fácil limpeza e manutenção. Dada a sua ligação ao valor patrimonial, ajuda a posicionar uma marca para uma sofisticação ligeira (é mais nobre do que um cerâmico vulgar, mas não tão nobre como um mármore).

 

A sua origem oferece bastante variedade cromática, pelo que se pode colar com muita facilidade a cores institucionais adoptadas. Ele é visto em muitas entradas de prédios empresariais antigos, lojas tradicionais e mais antigas como barbearias, mercearias, hotéis, alojamentos locais e hostels e “colando-se” aos seus valores.

 

Por ser um material poroso e de maior espessura que o habitual há que ter estes dois factores em conta, em obra. Para o primeiro deve aplicar-se produtos próprios de isolamento e depois para manutenção e para o segundo é preciso ter em conta mais cota do que o habitual mosaico industrial, para assim nivelar com outros pavimentos.

 

Ainda que em tempos possa ter sido um material de aquisição acessível, hoje por ser um material artesanal de qualidade, é necessariamente mais caro do que muitíssimas outras possibilidades de mosaicos. Evidentemente que já existe a sua reprodução em produção industrial e por isso em versão mais barata, mas é facilmente entendido que, por perder a sua característica original de imperfeição e unicidade, perde valor emocional para a compra


Imagens - site Koklatt, www.mosaico-hidraulico.pt 

Share on Facebook
Please reload

Posts Em Destaque

Porque #PortugalFazBem

9 Nov 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

November 9, 2019